CONTATO:(31)-9134-8852

.

Popular Posts

Tudo me é permitido


” Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém ” (I Cor 6,12)
‘ Tudo me é permitido, porque eu sou filho de Deus, eu tenho a liberdade dos filhos de Deus, mas nem tudo me convém; nem tudo convém a um filho de Deus! Tudo me é permitido porque eu sou filho, mas não me deixarei dominar por coisa alguma!
Observe o que o Senhor fez com você! Assuma isso, e viva a beleza do que Ele fez por você. Você foi resgatado! Você foi resgatada! Não perca mais o que o Senhor resgatou.’

Será que meu namoro é de Deus?


Será que meu namoro é de Deus? Será que Deus aprova o meu relacionamento com o fulano (a)? Estou tão em dúvida se devo ou não continuar esse namoro, se essa é a pessoa certa, pois não tenho uma resposta clara de Deus a esse respeito! Será que devo começar um namoro com aquele rapaz ou esperar outro?

Essas são algumas das dúvidas que recebo todos os dias pedindo aconselhamento. Realmente nem sempre é tão fácil sabermos, ou melhor, percebermos se aquele relacionamento é ou não da vontade de Deus. Porém, existem formas claras de avaliarmos isso sem qualquer revelação sobrenatural. Existem sinais que podem nos orientar a tomar melhores decisões sobre a nossa vida amorosa. Por isso, preparei 10 dicas que te ajudarão a avaliar se seu relacionamento ou futuro relacionamento é algo de Deus para sua vida ou não.





1-) Seu relacionamento ou parceiro te afasta de Deus?

Esse é um grande sinal a se observar. Tome muito cuidado quando conhecer alguém que, ao invés de te ajudar a crescer na presença de Deus, te guia para longe da presença de Deus. Será que Deus aprova um relacionamento com alguém que te leva para longe Dele?

2-) Seu relacionamento ou parceiro te incentiva a pecar?

Sabemos que existem muitas tentações envolvidas em um namoro e que um casal terá que vencê-las lutando bastante. Quando avaliar se seu relacionamento ou pessoa é de Deus ou não, tente avaliar se ele (a) te incentiva a pecar ou se está junto com você lutando para preservar a santidade do namoro. Uma pessoa de Deus te ajudará a se aproximar ainda mais do Pai, colaborando com a sua santidade e não te ajudando a destruí-la.

3-) O que seu futuro namorado (a) pensa sobre alguns assuntos importantes da vida?

Se ainda não começou a namorar ou mesmo se já estiver namorando, converse antes com seu futuro namorado (a) a respeito da opinião dele sobre assuntos importantes como sexo antes do casamento, sobre participar da igreja, sobre servir a Deus, família, dinheiro, etc. Alguns podem achar isso sem importância, mas esse cuidado pode te dar a direção a respeito de que tipo de pessoa você está pensando em seu relacionar. As respostas dele (a) te ajudarão a ver se ele (a) realmente é algo de Deus para você. Gosto muito do texto bíblico de Amós 3:3: “Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?”. É importante que o relacionamento seja bem claro quanto ao que cada um pensa para que andem juntos de verdade.

4-) Ele (a) é convertido?

Eu sou bem claro em meus aconselhamentos. Relacionamento entre crentes e não crentes não é algo que a Bíblia aprova. Já expliquei aqui no site a respeito do que a Bíblia diz sobre jugo desigual e também se convém ao crente se relacionar com pessoas de outras religiões. Antes de entrar em um relacionamento priorize a sua condição com Deus e não os seus sentimentos, pois sentimentos são enganosos. Use a razão. Muitas pessoas sofrem graves crises porque na área espiritual estão separadas de seus parceiros.

Quando mentimos, ferimo-nos a nós mesmos.


Quando mentimos, ferimo-nos a nós mesmos. A Bíblia diz em Efésios 4:25 “Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros.”
O nono mandamento proíbe a mentira. A Bíblia diz em Êxodo 20:16 “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.”
Quando mentimos não estamos seguindo o exemplo de Jesus. A Bíblia diz em Colossenses 3:9-10 “Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos, e vos vestistes do novo, que se renova para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.”
Deus detesta a mentira. A Bíblia diz em Provérbios 12:22 “Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor; mas os que praticam a verdade são o seu deleite.”
Os que mentem são excluídos da presença de Deus. A Bíblia diz em Salmos 101:7 “O que usa de fraude não habitará em minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos.”
Os que são desonestos não serão permitidos entrar na cidade de Deus. A Bíblia diz em Apocalipse 22:15 “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.”
Somos considerados mentirosos se dizemos que somos cristãos mas não obedecemos a Deus. A Bíblia diz em 1 João 2:4 “Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.”
Os hipócritas são mentirosos. A Bíblia diz em Tiago 3:14 “Mas, se tendes amargo ciúme e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.”
Deus nos perdoará. A Bíblia diz em 1 João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”

AZUL


A CAMISA MENOS VOTADA

BRANCA


ESSA É A CAMISA MAIS VOTADA E VOCÊ JÁ ECOLHEU

Cristão volta atrás



Sim, cristão volta atrás. Eu diria mais: se não volta atrás, não é cristão, pois nossa fé pressupõe que vivamos constantemente examinando a nós mesmos, reconstruindo quem somos, refazendo nossas crenças, reavaliando nossas práticas, abandonando pecados, renovando nossa mente. Ser cristão pressupõe uma mutação constante e por uma razão básica: nossa meta enquanto estamos neste mundo é nos conformar à imagem de Cristo. Bem, eu ainda estou bem longe de ter uma imagem perfeita do puro e santo Cristo em mim, portanto preciso continuar me transformando e me deixando transformar pelo Espírito Santo, para que termine a carreira sabendo que o bom combate foi combatido da forma mais parecida possível com a que Jesus combateria. Ou seja: se o Mestre foi amoroso, devo viver estendendo graça; se o Cordeiro foi abnegado, preciso caminhar em humildade; se o Rei amou o próximo, devo ajudar meu semelhante; se o Todo-poderoso perdoou, quem sou eu para não fazer o mesmo? E por aí vai. Então, sim, preciso mudar a cada dia, numa tentativa de ser transformado ao máximo possível em quem Deus quer que eu seja.


Essa mudança me fez pensar muito sobre o processo de voltar atrás à luz da Bíblia. Minha conclusão é que, se precisamos retroceder, devemos usar a maturidade e a experiência que adquirimos para agir com mais equilíbrio e de modo mais aperfeiçoado – e, por que não dizer, mais santo. Não cometer os erros do passado. Não prejudicar ninguém. Buscar informações que nos ajudem a ser melhores naquilo. Enxerguei isso, por exemplo, na história de Moisés. Certamente, ele partiu do Egito sem a intenção de voltar, mas, quando Deus o mandou retornar para libertar seu povo, ele era um homem mais maduro, sofrido, amassado pela vida e pelos erros do passado. Foi preciso Moisés passar 40 anos cuidando de ovelhas para voltar atrás – dessa vez, como alguém diferente. Também penso em José, o filhinho de papai que dedurava os irmãos. Foi necessário que ele passasse pela escravidão e pela prisão para que estivesse habilitado a voltar atrás e, com isso, retomar o contato com seu povo e sua família e cumprir os propósitos de Deus. Também Pedro, que, após trair Jesus, achou que voltaria a ser um pescador mas teve de voltar atrás quando Jesus o chamou para apascentar as suas ovelhas.

São muitos os exemplos bíblicos de personagens que voltaram atrás. Em comum entre eles, o que vejo é que as pessoas tiveram de passar um tempo sofrido e reflexivo em atividades ou situações diferentes, amadurecendo, crescendo, se santificando, se arrependendo, se perdoando e passando por muitos outros processos para poder retornar ao que faziam antes. Comigo não foi diferente.

E na sua vida? Você teve de passar por algum período de provações, foi removido de algo, deixou alguma atividade, precisou se reavaliar e se reexaminar para, depois reassumir? Está passando por isso agora? Tem decisões a tomar? Então fique atento aos sinais de Deus. Dedique-se à oração e ao estudo das Escrituras, para que o Senhor mostre a você se, no seu caso específico, será preciso voltar atrás ou prosseguir sem jamais retroceder. Esteja aberto à voz de Cristo, pois as ovelhas conhecem a voz do bom pastor – e a doce e suave voz do Cordeiro te guiará. E, sempre, que a glória da segunda casa seja maior do que a da primeira, para que, naquilo em que você precisa se reavaliar, o caminho te conduza mais para perto de Jesus, em santidade, propósito e missão. Se voltar atrás vai te afastar de Cristo ou dos planos dele para a sua vida, meu irmão, minha irmã, o melhor é continuar onde você está ou seguir um rumo diferente. Mas, se vai edificar a Igreja e abençoar o corpo de Cristo, faça o que Deus manda, saia da zona de conforto carregando consigo todo o amadurecimento na bagagem e volte ao início. E que o Senhor te abençoe.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,

NEGAR-SE A SI MESMO


Texto: Lucas 9.23-26

"Em seguida dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, esse a salvará. Pois, que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se, ou prejudicar-se a si mesmo?  Porque, quem se envergonhar de mim e das minhas palavras, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos".

 Estamos realmente seguindo a Cristo, ou a nossa própria vontade? O que Deus  está fala conosco nestes versículos são instruções que já ouvimos antes; não tem nada de novo ou diferente nas palavras do Senhor. Ele deixa bem claro que não tem como segui-Lo se sem renunciarmos a nós mesmos. Mas, muitos querem seguir o Senhor entrando pela porta larga onde tudo pode, venha como está e fique como está, não mude nada, não precisa mudar nada, fique do jeito que você quer, proceda do jeito que te agrada.. NÃO!!. Quando o Senhor diz pra abandonar o pecado, mesmo que pareça uma tarefa impossível para muitos; Ele está dizendo que quer agir na vida de cada um de nós, mas temos que ter a capacidade de negarmos a nós mesmos e deixarmos que a vontade soberana do Senhor reine em nós.

Se alguém vem a mim, e ama o seu pai, e mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e ainda a sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não tomar a sua cruz, e vier após mim, não pode ser meu discípulo. (Lucas 14:26-27)

 Quantas vezes chegamos em casa cansados de um dia de trabalho, cheios de preocupações, e tudo o que queremos é aproveitar esse tempo livre em casa, tomar um bom banho e assentar na frente da televisão e assistir um filme e todas as programações, ou ficar na frente do computador?   Negar a si mesmo é você tirar um tempo deste tempo livre e orar, buscar o Senhor e ter um momento de meditação em Sua santa palavra. É buscar uma maior comunhão com o nosso Deus. Negar a si mesmo é tirar  dia após dia, tudo aquilo que não agrada a Deus. Negar a si mesmo é renunciar sentimentos abomináveis ao Senhor, tais como: inveja, vaidade, ciúmes, avareza, soberba, concupiscência da carne, lascívia, ira, desejo de vingança, vícios entre outros. Negar a si mesmo é perdoar e amar os vossos inimigos, bendizer os que vos maldizem, fazer bem aos que vos odeiam e orar pelos que vos maltratam e vos perseguem.  Ter a mesma humildade de Cristo, andar em santidade como Ele andou, guardando os seus mandamentos fazendo a vontade do Pai.

JESUS NEGOU-SE A SI MESMO e não existe você servir a Cristo sem NEGAR-SE A SI MESMO.

O apóstolo Paulo orientou os irmãos da igreja que estava em Colossenses, a procurarem ter um viver diferente, santo e abençoado conforme está escrito:

Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus.  (Colossenses 1.10).

O que aprendemos com Paulo neste versículo? Que precisamos não somente andar dignamente diante do Senhor, mas também agradá-Lo em tudo. Este é o fundamento do cristianismo; você morre pela fé. Você nega a si mesmo, mas jamais nega a Jesus. Muitos tem facilidade para dizer não pra Jesus, mas não tem facilidade pra dizer não para o mundo, para os vícios,  para os prazeres carnais. A palavra diz negue-se a si mesmo e não a Jesus. O sacrifício naquela cruz foi por nós, então temos que obedecê-Lo.

Parece uma tarefa muito difícil e é realmente difícil, pois temos que lutar além das nossas forças para vencermos a nossa carne, a nossa vontade. É uma luta constante dentro de nós. É a luta da carne x espírito; e, vamos precisar de estratégias para vencermos. Como? Crescendo no conhecimento de Deus. Oséias 6.3 diz: "Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor".

O jovem rico perguntou a Jesus o que deveria fazer para herdar a vida eterna, o Senhor lhe disse que deveria guardar os mandamentos, ele respondeu a Jesus que já fazia isso desde a sua mocidade. A palavra afirma que Cristo o amou e disse-lhe: Falta-te uma coisa: vai, e vende tudo quanto tens, e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem e segue-me.  Mas ele, contrariado com essa palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades (Marcos 10.17 - 22). Ele foi até Jesus porque queria ter a salvação. Jesus ensinou o caminho que leva a salvação e a renúncia que o seu desejo exigia. Mas, o jovem recusou-se em negar a si mesmo, em abandonar os bens desta vida e preferiu sua riqueza do que a salvação oferecida pelo Senhor.

O jovem rico preferiu negar a Jesus e ficar com sua riqueza na terra. Se a pessoa não tiver o nome escrito no Livro da Vida, não tem salvação. Muitos estão envolvidos com muitas coisas, mas só uma coisa vale a pena é manter o nosso nome no Livro da Vida.

Conclusão: Se a sua fé não for capaz de dizer não aos prazeres da carne; mas é capaz de só dizer Não para Jesus, essa fé é morta. Submeta-se ao Senhor, obedeça-O, negue-se a si mesmo e pegue sua cruz e siga. Jesus  está voltando.. Amém?


Jovem do Senhor


Jovens do SENHOR

Irresponsáveis, inconseqüentes, vivendo segundo o mundo é a imagem que contemplamos quando olhamos para uma boa parte dos jovens que freqüentam as igrejas.
Mostram através de seus atos, que são desprovidos de compromisso com o Senhor e nos passam a idéia de imunidade às leis ditadas pelo Deus Vivo; nas quais devemos pautar nosso viver.
Agem segundo os desígnios de seus corações, como se estivessem cobertos por um estatuto semelhante ao do menor (Estatuto do Menor) e, assim intocáveis pela mão do Eterno.

É fato que esta forma de vida escolhida por muitos é errada, ela procede do coração do maligno e é disseminada entre os nossos jovens. O Senhor chama-nos a atenção para uma vida de santidade. E nos alerta quanto ao pecado.

Quando o jovem é responsável espiritualmente pela sua vida?
A partir do momento em que sabem discernir entre o certo e o errado, entre fazer a vontade do Senhor ou não. E tornam-se indesculpáveis, responsáveis pelos seus atos maus e por eles, se não houver o arrependimento, hão de responder no julgamento final.

Alguns aspectos que devem ser observados pelos servos em sua juventude:

1) Viver em Santidade:
“Como pode um jovem conservar pura a sua vida? É só obedecer aos teus mandamentos.” Sl 119.9

Isto implica em guardar os preceitos de Deus a todo instante. Devemos ser continuamente santos:
a) Sendo nova criatura: 
"E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas." 2Co 5.17
b) Em oração:
"Orai, para que não entreis em tentação." Lc 22.40; 
"Orai sem cessar." 1Ts 5.17; 
"Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo." Tg 5.16
c) Em Jejuns: 
"Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará." Mt 6.16,18;
d) Em Louvor: 
"Louvar-te-ei, SENHOR, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas." Sl 9.1; 
"Louvai ao Senhor, vós todos os gentios, e todos os povos o louvem." Rm 15.11
e) Sendo bom: 
"Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia." Mt 5.7
f) Sendo humildes: 
"Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus." Mt 5.3
g) Honrando os pais: 
"Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá." Ex 20.12 e mais: Pv 30.17; 6.20; Mt 15.4

2) Possuindo Auto-Controle e Paciência:
“E é bom que as pessoas aprendam a sofrer com paciência desde a sua juventude.” Lm 3.27

A necessidade de vida santa num mundo impuro, exige que tenhamos força e paciência o suficiente para não pecarmos, quando:
a) Afligidos: 
"Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo." Jo 16.33
b) Perseguidos: 
"Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós." Mt 5.10,11
c) Difamados: 
"Por isso, difamando-vos, estranham que não concorrais com eles ao mesmo excesso de devassidão." 1Pe 4.4

3) Exemplo e Padrão na sociedade:
“Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, para os que crêem , seja exemplo na conversa, na conduta, no amor, na fé e pureza.” 1Tm 4.12

Em nosso viver, devemos permitir que as pessoas que nos cercam vejam em nós a presença de Cristo Jesus, é preciso refletirmos a Sua luz:
a) Na escola / Amigos: 
"Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus" Tt 2.11-13
b) No falar: 
"... No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível, para que o adversário seja envergonhado, não tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito." Tt 2.7,8; 
"Não difamem a ninguém; nem sejam altercadores, mas cordatos, dando provas de toda cortesia, para com todos os homens...Evita discussões insensatas, genealogias, contendas e debates sobre a lei; porque não têm utilidade e são fúteis." Tt 3.2,9
c) No trabalho: 
"Quanto aos servos, que sejam, em tudo, obedientes ao seu senhor, dando-lhe motivo de satisfação; não sejam respondões, não furtem; pelo contrário, dêem prova de toda a fidelidade, a fim de ornarem, em todas as coisas, a doutrina de Deus, nosso Salvador." Tt 2.9,10
d) No namoro: 
"Nem contrairás matrimônio com os filhos dessas nações; não darás tuas filhas a seus filhos, nem tomarás suas filhas para teus filhos; pois elas fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do SENHOR se acenderia contra vós outros e depressa vos destruiria." Dt 7.3,4; 
"Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?" 2Co 6.14
e) Obedientes: 
"Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes, estejam prontos para toda boa obra," Tt 3.1; 
"... e tornares ao SENHOR, teu Deus, tu e teus filhos, de todo o teu coração e de toda a tua alma, e deres ouvidos à sua voz, segundo tudo o que hoje te ordeno..." Dt 30.2; 
"Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo." Ef 6.1; 
"Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe. Porque serão diadema de graça para a tua cabeça e colares, para o teu pescoço." Pv 1.8,9; 
"Filho meu, guarda o mandamento de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe; ata-os perpetuamente ao teu coração, pendura-os ao pescoço." Pv 6.20; 
f) Vitoriosos: 
"Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, porque tendes vencido o Maligno. Filhinhos, eu vos escrevi, porque conheceis o Pai. Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno." 1Jo 2.13,14
g) Tementes a Deus: 
"Teme ao SENHOR, filho meu, e ao rei e não te associes com os revoltosos." Pv 24.21
h) Honrando os idosos: 
"Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça." 1Pe 5.5

d) Não serão isentados do pecado:
“Jovem, aproveite a sua mocidade e seja feliz enquanto é moço. Faça tudo o que quiser e siga os desejos do seu coração. Mas lembre-se de uma coisa: Deus o julgará por tudo o que você fizer.” Ec 11.9

Nestas palavras o Senhor concede plena liberdade ao jovem, ele pode fazer o que bem quiser:
beber e todas a demais formas de vícios; freqüentar festas; manter relações sexuais; namoros impuros; mentir; usar a Internet de forma ímpia; praticar obras da carne (Gl 5.19-21; Cl 3.5,6); etc.
Mas, o Senhor adverte, todos serão julgados segundo as suas obras.

e) Os jovens que vivem em pecado:
“O Salário (recompensa) do pecado é a morte...” Rm 6.23

O Pecado afasta por completo o homem do Deus vivo, e as conseqüências de uma vida pecaminosa são terríveis:
a) Pobre: 
"Quem ama os prazeres empobrecerá, quem ama o vinho e o azeite jamais enriquecerá." Pv 21.17
b) Sem frutos: 
"A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer." Lc 8.14
c) Presunçosos: 
" Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te." Lc 12.19
d) Mortos espiritualmente: 
"... a que se entrega aos prazeres, mesmo viva, está morta." 1Tm 5.6
e) Imundos: 
"recebendo injustiça por salário da injustiça que praticam. Considerando como prazer a sua luxúria carnal em pleno dia, quais nódoas e deformidades, eles se regalam nas suas próprias mistificações, enquanto banqueteiam junto convosco;" 2Pe 2.13 

f) Jovens Cheios do Espírito:
A Bíblia traz o relato de inúmeros jovens que foram exemplos, padrões para seus dias.

O jovem precisa ser segundo o coração do Senhor a exemplo destes:
a) Samuel: 
"Mas o jovem Samuel crescia em estatura e no favor do SENHOR e dos homens." 1Sm 2.26
b) Davi: 
"Porém Saul disse a Davi: Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade. Disse mais Davi: O SENHOR me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu. Então, disse Saul a Davi: Vai-te, e o SENHOR seja contigo." 1Sm 17.33,37
c) Joás: 
"Tinha Joás sete anos de idade quando começou a reinar e quarenta anos reinou em Jerusalém. Era o nome de sua mãe Zíbia, de Berseba. Fez Joás o que era reto perante o SENHOR todos os dias do sacerdote Joiada." 2Cr 24.1,2
d) Josias: 
"Tinha Josias oito anos de idade quando começou a reinar e reinou trinta e um anos em Jerusalém. Fez o que era reto perante o SENHOR, andou em todo o caminho de Davi, seu pai, e não se desviou nem para a direita nem para a esquerda. Porque, no oitavo ano de seu reinado, sendo ainda moço, começou a buscar o Deus de Davi, seu pai; e, no duodécimo ano, começou a purificar a Judá e a Jerusalém dos altos, dos postes-ídolos e das imagens de escultura e de fundição." 2Cr 34.1-3
e) Timóteo: 
"Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus." 2Tm 3.14,15
f) Jesus (era totalmente humano): 
"Ele lhes respondeu: Por que me procuráveis? Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai?" Lc 2.49

g) Jovens que deram lugar ao diabo:
Há também exemplos de jovens que foram ímpio, que viveram no pecado e receberam o castigo devido.

Estes foram contrários à vontade do Senhor e receberam em suas vidas o devido castigo:
a) Caim: 
"Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou... És agora, pois, maldito por sobre a terra, cuja boca se abriu para receber de tuas mãos o sangue de teu irmão." Gn 4.8
b) Esaú: 
"Então, disse Jacó: Jura-me primeiro. Ele jurou e vendeu o seu direito de primogenitura a Jacó. Deu, pois, Jacó a Esaú pão e o cozinhado de lentilhas; ele comeu e bebeu, levantou-se e saiu. Assim, desprezou Esaú o seu direito de primogenitura." Gn 25.33,34
c) Filhos de Eli: 
"Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o SENHOR." 1Sm 2.12
d) Filhos de Samuel: 
"Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e aceitaram subornos, e perverteram o direito." 1Sm 8.3
e) Absalão: 
"Desta maneira fazia Absalão a todo o Israel que vinha ao rei para juízo e, assim, ele furtava o coração dos homens de Israel." 2Sm 15.6
f) Filho Pródigo: 
"Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente." Lc 15.13

Meu irmão, como tem sido os teus dias na presença do Pai Eterno?Tens comunhão? Amizade? Intimidade?

“Eram, porém, os filhos de Eli, filhos de belial, e não se importavam com o Senhor.” 1 Sm 2.12

Muitos têm vivido à semelhança dos filhos de Eli, desprovidos de qualquer compromisso com o Senhor, mesmo sendo membros e freqüentando assiduamente a igreja, alguns até envolvidos com as sociedades internas, em ministérios diversos e visto pelos homens como “bons crentes”. Mas, são considerados pelo Senhor como imundos e o que fazem não sobe como sacrifício agradável a Deus. O pecado é incompatível com a vida de santidade!

“Mas o jovem Samuel crescia em estatura e no favor do Senhor e dos homens.”   1 Sm 2.26

Jovens semelhantes a Samuel são agradáveis aos olhos do Senhor. São vidas que dizem não aos apelos deste mundo corrompido pelo pecado, jovens que levantam-se contra as paixões imundas, os namoros impuros, e afastam-se de todas as formas de práticas contrárias à vontade do Eterno. Estes serão amados e chamados de: “Jovem segundo o meu coração” pelo Senhor.

Jovens, diz o Senhor:
“Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor; como, pois, poderá o homem entender o seu caminho?” Pv 20.24

Sejam santos e sensíveis à direção do Espírito de Deus e alcançarão a vitória


Está em Cristo, nova criatura é


“Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. 2 Coríntios 5:17.
Como deve ser uma pessoa que entende e aceita o Plano da Salvação? Talvez muitos dos que reconhecem a necessidade de entregar a sua vida a Jesus e aceitaram a Ele como Senhor e Salvador ainda não conhecem esse Plano e não sabem o seu papel dentro desse Plano.
Deus havia criado o ser humano para ser alvo de Seu amor. Ele preparou o mundo inteiro com tudo o que o homem precisava para ser feliz. Para tudo deu um propósito de ser e existir. A única coisa que o homem não poderia fazer era comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois, quando dela comesse, se tornaria um ser mortal.
O homem não confiou no Senhor, instigado pela curiosidade e pelo interesse de se tornar como Deus, desobedeceu e comeu do fruto. Naquele momento foi condenado à morte (física) e à separação de Seu Criador (morte espiritual, onde para o homem fica reservado o lago de fogo), pois Deus é Santo e não pode se relacionar com pecadores.
Mas o Senhor bolou um plano desde a eternidade para poder voltar a ter um contato com o ser que havia criado com tanto carinho. Jesus tomou o pecado do ser humano para si (2 Coríntios 5:21) e morreu em seu lugar. Três dias depois, Ele ressuscitou dentre os mortos provando sua vitória sobre a morte e o pecado (Romanos 6:4-5).
Jesus fez isso para que o homem pudesse viver e voltar a ter um relacionamento com Deus. Todo aquele que colocar a sua fé em Cristo, acreditando na Sua morte como pagamento pelos nossos pecados, terá a sua fome espiritual saciada e entenderá que Deus tem preparado uma eternidade ao Seu lado.
Mas e depois que se aceita a Cristo? O que fazer? O versículo que abriu este texto nos traz um desafio: A partir do momento que estamos em Cristo somos transformados em novas criaturas. O que seria isso? Por meio da fé em Jesus, Deus manterá a personalidade do crente, mas começará a mudar seu caráter, seus hábitos, desejos e buscas.
O problema é que, muitos dos que dizem ter aceitado a Jesus e entendido o Plano da Salvação, não estão verdadeiramente nEle e, por isso, existe a dificuldade de se desligar das coisas do mundo. O que sustenta o crente fiel é a certeza que a sua vida está em Deus. Quem está em Cristo não consegue se prender a mais nada relacionado a este mundo. Ele aprende a abrir mão de suas coisas para dar prioridade ao Senhor.
O mundo diz que todos nascem com Deus, mas isto é um engano de Satanás para desviar o homem do Plano. Se fosse dessa maneira não necessitaríamos de Cristo e nem de Seu sacrifício.
Não temos que viver senão para Ele. Temos de viver para Aquele que se entregou por nós. O Batismo nas águas simboliza a morte da velha natureza (do velho homem). Para vivermos uma nova vida, precisamos morrer para o mundo.
Quem morre não sente vontades. Quem deseja viver para Cristo não pode amar as coisas do mundo. Comece temendo ao Senhor, essa é uma das primeiras atitudes de transformação na vida de todo aquele que crê.

Proxima  → Página inicial